Fracassofobia, um caso de amor.

  • Não conte os seus planos e sonhos para ninguém, as pessoas tem inveja, pode dar errado.

Tenho escutado essa afirmação ao longo de toda a minha vida, será mesmo que as pessoas são tão poderosas assim que uma torcida de nariz pode acabar com o sonho de alguém? Será que somos tão receptivos a essas energias ruins que não temos capacidade de superar a opinião alheia?

Cética quanto a influência negativa das outras pessoas em nossa vidas, acredito que a verdadeira razão das pessoas terem medo de contar seus sonhos e planos publicamente, não é evitar o agouro e sim, o receio de contar um plano, falhar e ter que assumir o fracasso diante dos outros.

As pessoas morrem de medo de fracassar, de ter que olhar no espelho e assumir que não foi possível, de encontrar os amigos em uma mesa de bar e ter que dizer:

  • Não deu certo.

A fracassofobia assola a maioria das pessoas que decidem ir além de suas expectativas e obrigações, e por isso, boa parte delas desiste muito antes de começar, são desencorajadas no instante que a incerteza bate à porta, implacável, ela sempre bate.

Devemos ser o orgulho dos pais, o prodígio bem sucedido de 20 e poucos anos, precisamos chegar lá e rápido, esquecemos contudo que o caminho do sucesso pode sim dar errado, os planos e inúmeros desejos despertados depois de horas sonhando e ensaiando aquele sorriso de quando alcançamos um objetivo. Esquecemos de imaginar como seria se tudo desse errado. Carregamos o fardo de não poder errar.

Erramos, erramos feio, erramos rude, erramos repetidas vezes e quando acreditamos que não é mais possível, cometemos novos erros e não, não é incompetência, não é excesso de confiança. É a vida e suas milhares de combinações e probabilidades. Fracassamos em relacionamentos amorosos, profissionalmente, no conserto daquele móvel que mantem-se desiquilibrado há 9 meses por falta de um calço.

O fracasso é talvez, o único cenário previsível antes mesmo de uma tentativa. Então porquê ele incomoda tanto?

Deve ter sido Napoleão e sua lastimável e famosa derrota em Waterloo, deve ter sido Steve Jobs, demitido de sua própria empresa. Ou no contraponto, o efeito Coca-cola com sua assertividade que ao longo do tempo, moldou em nossas mentes o sucesso sem precedentes ad infinitum.

Sendo uma pessoa que tem fracassado ao longo de 29 anos e que continua a olhar para o horizonte buscando alternativas e novos recomeços, transformei minha fracassofobia em companheira e hoje vivemos um caso de amor. Toda vez que me olho no espelho, questiono se algum dia irei triunfar dentro das minhas próprias expectativas, se conseguirei deixar de lado aquela lástima social de não ser um exemplo a ser seguido, ou uma inspiração como tantos já me foram. Questiono se aprender é tudo o que se tira de lição de uma missão mal sucedida. Repito infinitas vezes que não pode ter sido os sentimentos negativos, ninguém sabe, além de nós mesmos quanto custa olhar para os nossos sonhos e ter que dizer adeus.

Não há dor mais amarga do que chegar a dois passos do fim de um arco-íris e ter que voltar, procurar outros caminhos e buscar novos tesouros. O fel que fica na boca retorna de tempos em tempos para não nos deixar esquecer o quão perto chegamos.

Para quem já perdeu o medo de fracassar, sabe que manter a cabeça erguida é imprescindível. Quem tem medo de perder nem começa, não conta para os colegas, para de buscar. O real fracasso é quando perdemos nossa capacidade de sonhar, quando deixamos de acreditar e aprender com nossa própria história. Porque o verdadeiro sucesso é ter coragem de encontrar nossa grandeza, é ela que nos faz triunfar.

Woman Looking at Reflection

Ps.: Encontro-me nesse momento a dois passos do meu tesouro, olhando novamente no espelho, tentando esquivar o olhar para não demonstrar fraqueza, enamorando mais uma vez o fracasso que sempre me acompanha e torcendo para que dessa vez as pessoas estejam torcendo por mim. 🙂

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s